Emprego

Pequenos negócios contratam mais negros na recuperação da economia

Levantamento do Sebrae também constata que as demissões foram maiores entre os trabalhadores brancos

As micro e pequenas empresas estão tendo um papel fundamental na retomada dos empregos no Brasil e também na inclusão de negros no mercado de trabalho. Levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados do Novo Caged do Ministério da Economia, demonstra que os negros estão sendo mais admitidos na recuperação da economia e foram os que menos sofreram com as demissões.

Entre os meses de julho e outubro, aproximadamente 287 mil negros e negras foram contratados pelas micro e pequenas empresas, número 62,5% superior ao de contratação de brancos pelo segmento, que foi de 177 mil. A comparação também é superior quando feita em relação às médias e grandes empresas, que no período, contrataram 223 mil negros e 61 mil brancos.“Os trabalhadores negros têm encontrado mais vagas no mercado de trabalho do que os brancos, neste ano, tendo em vista que as empresas, sobretudo as de pequeno porte, dispensaram mais trabalhadores brancos do que negros e contrataram mais negros do que brancos”, enfatizou o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

De acordo com o levantamento feito pelo Sebrae, os empregados da cor branca são a maioria dos demitidos pelas empresas este ano, independentemente do porte do negócio, e apresentam um saldo negativo de geração de emprego. Mas, quando se fala em empregados negros, o saldo é positivo com 38.612 empregos gerados em 2020.