Coronavírus

Necessidade de proteção gera oportunidade de negócio e de solidariedade

A microempresa familiar FAG se reinventa na crise gerada pela Covid-19 e produz máscaras para doações a instituições, além das vendas sob demanda no Instagram e no WhatsApp

 Reinventar tem sido o verbo conjugado na empresa FAG Bolsas e Acessórios, que conta agora com 4 linhas de produtos. Essa quarta linha foi criada em decorrência da pandemia da Covid-19: a confecção de máscaras de proteção facial para a garantia da etiqueta respiratória, seguindo os padrões de proteção. A FAG é uma empresa pernambucana de moda criativa e autoral, que iniciou suas atividades há 29 anos sem interrupção. O nome da empresa é formado pelas iniciais de Ana (mãe), Fernanda e Glaydes Custódio (filhas), uma família de mulheres empreendedoras, que contam ter iniciado essa atividade como complemento da renda doméstica.

“As máscaras surgiram naturalmente pra nós porque já trabalhamos há décadas com TNT em nossa linha de confecção de embalagens. Foi apenas uma adaptação”, explica Glaydes Custódio. A primeira linha do empreendimento criado em 1991, e que deu início ao empreendimento, é a de bolsas voltadas para o mercado de moda autoral/alternativa. A segunda, produtos são bolsas voltadas para o mercado institucional, tais como bolsas distribuídas em cursos ou congressos. E a terceira linha de produtos são embalagens para o varejo, produzidas em TNT e personalizadas com a logomarca do cliente.

Devido à demanda, a empresa trabalha por meio de encomendas. “Nós começamos fabricando um lote para doação a uma instituição parceira, que foi também uma oportunidade de testar o produto e realizar pequenos ajustes. Após isso, começamos uma divulgação bem tímida e voltada especificamente para algumas farmácias independentes da nossa vizinhança. A aceitação tem sido boa. Não temos estoque no momento, mas estamos aceitando encomendas e direcionando 5% da produção para doação a instituições que realizam ações ao ar livre”, explica. Ela também informa que a procura pelo produto já aumentou esta semana, e irá contratar mais pessoas para dobrar a produção das máscaras, o que vai gerar oportunidade de ocupação e renda durante a pandemia.

Glaydes enfatiza que o tipo de máscara que a empresa produz não é voltada ao uso pelo profissional de saúde, pois não utilizam elemento filtrante na confecção. “Elas são destinadas ao usuário comum, e têm o objetivo de fortalecer a prática da "etiqueta respiratória", evitando que a pessoa espirre abertamente lançando partículas no ar ou entre em contato direto com secreção emitidas da mesma forma por terceiros. Nós seguimos o modelo e orientações disponibilizados pela Rede SENAI de Inovação, voltadas para a indústria têxtil que deseja reorientar o sistema produtivo para a confecção destas máscaras”, explica.

A FAG. encontrou na fabricação das máscaras uma maneira de se reinventar durante o período de crise. “Para nós tem sido uma surpresa. Essa nova linha de produtos tem sido responsável pela manutenção em atividade da nossa produção durante a crise atual. E acredito que esteja ajudando também na ponta do varejo, nesse caso, as farmácias que adquirem e revendem as máscaras ao consumidor final”, diz.

A empresária conta ainda que sempre busca orientações do Sebrae. “O Sebrae tem sido presente na nossa história. Lá em 1991 nós começamos fazendo bolsas genéricas, cópias de produtos que circulavam na época e, de repente, o mercado local foi invadido por produtos chineses, também genéricos e com um ótimo custo/benefício. Quase fechando as portas, por não conseguir chegar a um preço competitivo para aquele mercado, nós procuramos o Sebrae e, com base em suas orientações, partimos para adotar um design próprio e autoral para os nossos produtos e superamos aquela crise. Foi o Sebrae também que nos orientou quando resolvemos abrir a segunda linha de produção. E é sempre lá que vamos buscar caminhos para superar as crises e diversos tipos de aconselhamentos de ordem técnica e comercial”, afirma.

O preço unitário da máscara é o de R$1,75 em lotes de 100 unidades, e de R$1,40 para lotes a partir de 300 unidades. Também são entregues pacotes com10 unidades, no valor de R$ 25,00, mais a taxa de entrega. Os pedidos podem ser feitos online, no direct do Instagram (@meuestilofag) ou via Whatsapp no número (81)99176-4357. O produto pode ser entregue diretamente ao cliente ou retirado na fábrica.

Serviço:

FAG Bolsas e Acessórios

Intagram: @meuestilofag | Facebook: meuestilofag

Telefone (Whatsapp): (81)99176-4357

 

Sebrae/PE 

Central de Atendimento Sebrae: 0800 570 0800

Whatsapp Sebrae: (81) 991946690

Portal Sebrae: https://www.pe.sebrae.com.br

Instagram/Facebook/Twitter/Youtube - Sebrae: @sebraepe

APP Sebrae -  (Android): http://bit.ly/App_Sebrae_Android e IOS: http://bit.ly/App_Sebrae_IOS

Sebrae/Coronavírus: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/coronavirus