Empreendedorismo

De food truck a delivery

Agora, o Dogão Hot Dog tem duas áreas no mesmo espaço, uma cozinha e um local destinado para delivery próprio e para os pedidos via APPs

Com a pandemia da Covid-19, alguns negócios precisaram se adaptar às novas formas de vendas e até mesmo à mudança de local. Foi isso que aconteceu com o Dogão Hot Dog que, desde 2016, vende cachorro quente nos tamanhos de 15, 30 e 60 cm e com sabores tradicional, gourmet, entre outros, em um food truck localizado na Praça da Várzea, na zona oeste do Recife. Com as medidas de isolamento, o negócio precisou se reinventar.

Para continuar trabalhando e atendendo aos clientes, a proprietária do Dogão, Alessandra Rodrigues, adaptou um depósito da empresa para as necessidades atuais. “Depois da pandemia da Covid-19, com o decreto do Governo, tivemos que sair da praça para evitar aglomeração. Tínhamos um espaço bem próximo da praça, no qual servia apenas como depósito dos nossos materiais. Adaptamos o espaço em duas partes, uma cozinha para preparação dos hot dogs e, a outra parte, como local para retirada dos pedidos, tanto pelo nosso delivery quanto os pedidos das plataformas digitais como Uber Eats e IFood”, explicou.

A partir do distanciamento social, o Dogão, bastante conhecido na região, teve uma diminuição de 70% das vendas, porém o foco foi direcionado aos outros 30%, justamente o percentual de vendas do delivery do empreendimento que já funcionava antes do decreto de isolamento. “Tivemos que nos reinventar”, fala a empreendedora referindo-se às novas formas de divulgação, agora totalmente digitais por meio das redes sociais.

O negócio ganhou recentemente site de vendas próprio, mas Alessandra ainda ressalta a importância do conjunto: plataformas e redes digitais. “Já trabalhávamos com delivery, rede social, iFood e Uber Eats, mas com a diminuição das vendas, tivemos que nos reinventar. Então, tivemos a ideia de criar um site para facilitar o atendimento e conseguir atender todos os clientes de forma simultânea. As redes sociais e as plataformas digitais é que estão nos ajudando a mantermos o nosso negócio vivo”.

Montar uma estratégia é fundamental para executar as ideias, isso, inclusive, veio a ser adotado no Instagram do Dogão, resultando na aproximação dos clientes. “Durante a quarentena observei que as pessoas ficavam muito mais tempo online, então, assumi a direção das redes sociais. Comecei a usar fotos reais, do dia a dia, dos hot dogs que estávamos preparando na hora, comecei a fazer mais stories para o Instagram”, disse Alessandra, contando também com alternativas modernas de pagamento. “Aceitamos Pic Pay. Normalmente o público jovem daqui dessas redondezas (universidades da UFPE e IFPE e escolas) usa bastante”.

As medidas de combate e prevenção à Covid-19 foram intensificadas pela empresa, isso porque a higiene sempre foi primordial no Dogão, que trabalha com alimentos. “Desde o início do Dogão, nossos colaboradores sempre usaram toucas, luvas e sempre disponibilizamos álcool em gel. Referente à limpeza e prevenção, só reforçamos, porque sempre tínhamos esse cuidado. Também comprei máscaras para todos, tanto as meninas que preparam (os Hot dogs) quanto os motoqueiros do nosso delivery”, destacou.

Serviço

Dogão Hot Dog – 81-99798-9686

Instagram: @ dogao_food