Fórum das Secas

“A irrigação subsuperficial e a fertirrigação em cereais: uma realidade” é o tema da palestra desta

Fórum das Secas, promovido pelo Sebrae e Faepe, ocorrerá de forma on-line e gratuita

Fórum das Secas 2020 ocorrerá com participação totalmente on-line, no dia 23/11, às 10h, e terá a participação do professor doutor Suat Irmak, Professor Emérito da Cátedra Harold W. Eberhard, Departamento de Engenharia de Sistemas Biológicos – Universidade de Nebrasca- Lincoln- UNL. Com o tema “A irrigação subsuperficial e a fertirrigação em cereais: uma realidade”, que será transmitido pelo YouTube, o evento é uma realização do Sebrae e da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (FAEPE).

O seminário tem como finalidade mostrar aos produtores, gestores, lideranças, técnicos e formuladores de políticas o que existe de mais avançado em matéria de irrigação e chamar a atenção para o fato de que tal modelo também pode ser adotado no Brasil e, em particular no semiárido, aproveitando-se da maneira mais efetiva a limitada água disponível. 

Em ambientes suscetíveis a secas e veranicos (período de estiagem, acompanhado por calor intenso) um dos fatores de sucesso de qualquer atividade agropecuária é o uso eficiente da água, já que na maioria dos casos este se encontra em situação de déficit parcial ou crítico. Mesmo quando se trata de ambientes em que há possibilidade de se contar com o exercício da irrigação complementando a demanda hídrica por parte dos cultivos, é essencial e recomendável que a água seja utilizada do modo mais rigoroso possível.

É nesse sentido que ao longo da história da agricultura o homem aperfeiçoou os sistemas de irrigação, desde uma simples inundação, que ainda hoje é empregado, até os modernos modelos de irrigação por gotejamento, superficial ou subsuperficial em associação à fertirrigação. No caso brasileiro e, em particular no Vale do São Francisco, a irrigação subsuperficial está diretamente ligada aos cultivos de uva e, em alguma extensão da manga, indicando que tais técnicas somente seriam economicamente recomendáveis para frutas e hortaliças que conseguem agregar maior valor ao produto.

Sobre a experiência no Meio-Oeste Americano - Especificamente no estado de Nebrasca, o Prof. Suat Irmak, da Universidade de Nebrasca Lincoln – UNL, tem transposto os conhecimentos de irrigação por gotejamento, agricultura de precisão, fertirrigação, uso massivo de dados climáticos ao cultivo do milho, causando uma mudança radical em seu manejo uma vez que anteriormente os dois milhões de hectares cultivados naquele estado Americano eram, essencialmente irrigados por pivôs centrais com água obtidas de poços na área do maciço de Ogalalla, demonstrando quão eficiente pode ser o uso de tecnologias refinadas no cultivo de cereais.

A irrigação subsuperficial consegue reduzir a demanda de água em 60% e elevar a produtividade em mais de 50% da média alcançada com os melhores produtores do estado de Nebrasca. Com este método associado às tecnologias citadas produtividades de até 16 t/ha têm sido obtidas.

Serviço

Fórum das Secas

Inscrições gratuitas: https://bit.ly/32MGwX2

Central de Atendimento Sebrae: 0800 570 0800